Me sinto vazio. Em meio a multidão me sinto sozinho. Perdido junto aos escudos que criei, barreiras intransponíveis estabelecidas tão simplesmente para resguardarem a minha insegurança, porque me assusta pensar que estou exposto. Não quero piedade, nem mesmo atenção. Não quero olhos me devorarem sem que me conheçam. Eu busco o exílio da solidão por conta própria. Sem expectativas, sem decepção. Sem tristezas ou grandes perdas. Só.