O Amor E Seus Poderes.

Penso que não sei dizer eu te amo sem que o mundo mude ao meu redor. O amor é sempre bom, talvez por isso seja tão transformador. Ele é compreensivo, nunca é invejoso ou egoísta, ele traz à tona o que há de melhor em cada um. Por um tempo deixei de acreditar em super-heróis, achava tudo isso muito superficial. Achava que homens sem poderes, são apenas homens comuns, nada especiais, mas indo mais a fundo lembrei que amar nos confere poderes inimagináveis. E poder não é apenas raios ou super-força, quando alguém consegue se entregar tão totalmente à outra pessoa, quando um beijo leva aos céus ou ainda quando um papel com eu te amo rabiscado é capaz de arrancar o sorriso mais sincero, ali está um poder maior. Eu espero diariamente por meu super-herói, aquele que me fara feliz com coisas simples. Que me fará sentir que estou vivo. Aquele para quem entregarei minha vida e que nunca irá me magoar. Espero pelo meu amor, só isso.

Anúncios

Quero amor!

Eu quero amor, por mais que eu diga que não, tudo o que eu mais desejo é amor. Quero amor daqueles de perder o juízo, abandonar a razão, tornar-me cego. Quero amor verdadeiro, de entrega completa, de peito e alma abertos. Quero amor de olhar nos olhos e saber que sou compreendido, de perceber que os os problemas se encerram em um abraço e que o paraíso está no toque dos lábios. Quero amor e seus mais perfeitos defeitos, amor real que me faça sentir divino sem deixar de ser humano. Eu só quero se for assim, mas quero esse amor pra mim.

Eu e meu coração

Eu te disse, meu velho e querido coração, não te apaixones não. Mas tu, sempre teimoso, nunca foi de me dar ouvidos. Eu bem que tento te avisar, mas tu insistes em te arriscar. Ah! Meu doce coração, não devias te maltratar assim. Eu realmente gosto de ti, só quero teu bem, sabes disso. Sei que não podes viver sem amor, é teu vicío, mas dissabor não é o meu. Tu queres ser feliz, mas não tomas muito cuidado, procura em qualquer um o que não podes ter sozinho. Sabe, até te entendo, mas tenho medo do quanto isso me afeta. Não gosto de te ver sofrendo, dói mais em mim do que tu percebes. Tudo bem, meu coração, segue assim mesmo, não quero te privar, ame e se deixe amar, se no fim isso machucar, deixa quietinho, eu sei que com o tempo nós iremos nos curar.

15.07

Eu quis agir certo, não me deixar levar. Quis fingir que não era importante, não tava afim de me machucar. Sou menino, assustado, bobo, às vezes perdido, mas sinto que com você começo a me encontrar. Olhando pro céu, para o mesmo específico lugar, finalmente senti que podia me entregar, sem culpa ou medo algum. Me entregar pura e simplesmente como sou, sem a necessidade latente de agradar, por que mesmo sem ver seus olhos sei como eles me olham. São olhos assim como os meus, verdadeiros, olhos que me contam da vida e da longa espera, olhos que guiaram seus passos até chegar a mim. Sou grato a eles, assim como serei grato ao dia que diremos que juntos somos felizes, enfim.

2×1

Fiquei chateado com a derrota do Brasil. Eu, sinceramente, tinha fé na vitória, por mais que todos os dias me dissessem que não levariamos. Achei que se eu acreditasse, com bastante força, o universo conspiraria a favor e nos faria campeões. Mas não. Um gol tímido logo no primeiro tempo encheu os brasileiros de uma pretensiosa confiança os fazendo diminuir o nível de jogo. No segundo tempo, o orgulho nacional, mostrou um futebol que não passava de uma pelada. O time, tão grande e imponente, ficou pequeno, enquanto a laranja mecânica trabalhava a todo vapor, incessável, incansável, pronta para ganhar. Perto dos brasileiros fraquinhos e sem a motivação que impulsionava o Brasil de outra hora, os holandeses e seu laranja inconfundível, brilharam, gol após gol, brilharam, tanto que ofuscaram a nossa visão e o sonho de um hexa caiu, sem choro ou reclamação, agora é aguardar por 2014.

Escrito

Eu olhei para ti e vi cores. Alegres, vibrantes, frias, quentes. Cores. Vi a chance de abandonar meu cinza habitual. Sair da monotonia em que me encontro há algum tempo. Eu olhei para ti e vi possibilidades. Um turbilhão de sentimentos em mim se passaram. Foi veloz e não tive onde me segurar, apenas fechei os olhos, me deixei levar. Olhei para ti e foi verão. Foi tão diferente, confortável. Tão fácil de se acostumar. Eu olhei para ti e vi que destino realmente existe. Que podemos modificá-lo a nosso modo, porém toda e qualquer curva caminha para um propósito único, propósito este que está escrito e é imutável e vi que o propósito do meu era cruzar o teu. Não há espera eterna, nem amor impossível de se alcançar, se até a lua quando chega a noite pode beijar o mar, acredite, eu também posso te encontrar.

Saudades

Ultimamente a saudade tem sido o sentimento mais presente em mim. Sinto falta de tudo, até de quem já fui. Sinto falta de quando tudo era mais fácil, eu pedia e tinha, eu chorava e logo vinham me consolar. Sinto saudades da boa relação que tinha com minha mãe, com meus amigos, com um antigo amor. Sinto saudades de passar horas na internet e de não ter que ser tão dedicado e comprometido. Sinto saudades da vida menos corrida e complicada. Sinto falta do tempo e de como ele sempre conspirava a meu favor. Sinto saudades de correr pela rua descalço, brincar de pique esconde com as crianças de perto de casa, de ser criança. Sinto saudades até de sentir saudade, se é que isso é possível. Tudo bem, até gosto que seja assim, sentir saudades não me deixa esquecer daquilo que um dia foi bom, então, apenas agradeço.

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes